terça-feira, 24 de março de 2009

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma síndrome dolorosa crônica de etiologia desconhecida. É uma doença classificada como Reumatológica, mas que não causa deformidades físicas.

Os principais sintomas desta síndrome são:

  • dor muscular difusa;

  • fadiga muscular e sensação de cansaço;
  • rigidez matinal;
  • cefaléias;
  • distúrbios do sono;
  • disfunção cognitiva e afetiva;
  • dor e sensibilidade à palpação de pontos dolorosos específicos (tender points).

A síndrome se caracteriza também por uma redução da capacidade cardiorrespiratória, limitações funcionais, síndrome do intestino irritável, urgência urinária, além de distúrbios psicológicos, como a ansiedade e a depressão.

A maioria das pessoas acometidas é do sexo feminino, geralmente entre os 30 e 60 anos de idade.

Não existe uma causa específica, entretanto sabe-se que o estresse, baixas temperaturas e fatores emocionais são predisponentes para a doença. Alguns estudiosos afirmam que é uma doença relacionada com desordens no processamento sensorial (da dor), que afetam o sistema nervoso e provocam a amplificação dos sinais dolorosos.

(Fonte: http://www.eorthopod.com/public/files/Fibromyalgia.pdf)

A Fibromialgia pode estar associada a outras doenças reumatológicas, como a Artrite Reumatóide, a Síndrome de Sjögren e o Lúpus Eritematoso Sistêmico.

O diagnóstico se baseia na identificação dos pontos dolorosos e sensíveis (no mínimo 11), associado à queixa de dores difusas (por todo o corpo), principalmente na região da coluna, nas articulações e nos músculos, há pelo menos três meses, já que não existem exames laboratoriais específicos.

Ao todo, são 18 pontos localizados e bilaterais, esparsos nas regiões occipital, cervical baixa, dorsal, trapézio, supra-espinhoso, articulações condroesternais, epicôndilos laterais, glúteos, trocânter maior do fêmur e face medial dos joelhos.

(Fonte: http://www.aquilanoticia.com/images/1074_entre3.jpg)

O tratamento multidisciplinar é essencial para o controle da Fibromialgia.

O tratamento farmacológico e não-farmacológico deverá ser direcionado à sintomatologia apresentada. Diversos recursos terapêuticos devem ser aplicados:

  • Analgésicos, Antidepressivos, Hormônios etc.

  • Exercícios aeróbicos (caminhada, bicicleta, natação, caminha, corrida)
    *Exercícios de baixa intensidade são mais benéficos.

  • Exercícios de alongamento, aquecimento e relaxamento

  • Treinamento de força

  • Hidroginástica e Hidroterapia

  • Terapias Manuais (RPG, Quiropraxia, Massagem Terapêutica)

  • Crioterapia

  • Eletroterapia (TENS, Eletroacupuntura)

  • Acupuntura

  • Yoga

  • Psicoterapia

A Fibromialgia não tem cura, mas pode e deve ser controlada!

É importante que o indivíduo faça algumas mudanças no seu estilo de vida!


Algumas recomendações:

  • Evite tomar bebidas que contenham cafeína à noite;

  • Tente evitar situações que aumentem o seu nível de estresse;

  • Elimine tudo o que possa perturbar seu sono;

  • Tenha uma alimentação balanceada;

  • Evite carregar pesos;

  • Mantenha-se ativo;

  • Controle sua respiração;

  • Faça exercícios físicos leves regularmente;

  • Procure fazer exercícios de relaxamento com freqüência;

  • Se achar necessário, procure ajuda psicológica.

Lembre-se: o tratamento do portador de Fibromialgia deve ser diferenciado, baseado nas suas capacidades funcionais e cardiovasculares.


Posts relacionados:
Protocolos de Avaliação da DOR
Indicação de Livro - FIBROMIALGIA E FISIOTERAPIA: avaliação e tratamento
Dor - Um problema grave de saúde pública



Dra. Helga Monteiro

Fisioterapeuta – Crefito: 75660-F

16 comentários:

Humberto Neto disse...

Olá, estava com saudade das postagens do fisiosaúde.
Meus parabéns pelo tema escolhido. Pois foi muito apropriado como uma continuação do post anterior. Gostaria de acrescentar que o diagnóstico e o tratamento da fibromialgia são assuntos complexos, sendo que muitas vezes os pacientes mal diagnosticados são tachados como pacientes psiquiátricos.
Nós fisioterpaeutas devemos nos manter atentos para evitar este tipo de preconceito.
Atenciosamente
Humberto

Vânia Almeida disse...

Olá, gostei muito do blog. Parabéns.
Vânia
http://cuidandodocorpo.blogspot.com

Anônimo disse...

Helguinha,
Tenho uma amiga que sofre demais com esta doença e encaminhei para ela o link do seu blog. Ela ficou sensibilizada epenas porque lembrei dela. Veja só!
Um grande beijo da sua tia que te ama, Catarina

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
-o--oO--(_)--Ooo-
Gostei do blog parabéns!!!
As informações aqui estão muito boas.

Bom final de semana.

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

FISIOSAÚDE - CENTRO DE REABILITAÇÃO ESPECIALIZADA disse...

Oi Humberto, como vai?

Realmente, fizemos uma continuidade do tema anterior...

Muito boa sua colocação sobre o diagnóstico e tratamento.

A verdade é que o diagnóstico da Fibromialgia é extremamente específico e necessita de muito conhecimento por parte do médico, para não ser subestimado, pois não são pacientes psiquiátricos (de forma alguma), mas necessitam de atenção especial devido à sintomatologia diversa.

Atenciosamente.

FISIOSAÚDE - CENTRO DE REABILITAÇÃO ESPECIALIZADA disse...

Olá Vânia,

agradecemos por acompanhar nosso Blog.

Ficamos felizes que tenha gostado.

Abraços.

Helga disse...

Oi tia,

fico feliz que estejam sendo úteis para alguém estas informações.

Sinal de que o objetivo está sendo atingido.

Um grande beijo,

Helga

FISIOSAÚDE - CENTRO DE REABILITAÇÃO ESPECIALIZADA disse...

Olá Jorge,

Seja sempre bem-vindo a este Blog.

Se precisar, aproveite para tirar dúvidas. Ou mesmo dê sugestões. Elas são sempre bem vindas.

Atenciosamente.

FISIOSAÚDE - CENTRO DE REABILITAÇÃO ESPECIALIZADA disse...

Para maiores informações sobre a Fibromialgia, visitem estes sites:

http://www.fibromialgia.com.br/novosite/

http://www.fibromialgia.org.br/

Danielle Gaio disse...

Parabéns pelo blog, achei muito bonito e informativo, tb sou fisio e gostaria de manter contato para trocarmos idéias...

Um grande abraço e mais uma vez parabéns!

Adriana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olá,
Eu estava pesquisando sobre o assunto, pois o médico reumatologista deu um prognóstico de fibromialgia as dores que sinto a cerca de dois anos, sinto muitas dores, este blog me ajudou bastante quanto a esclarecimentos relacionados a fibromialgia.
Obrigado.
Almir Arruda

FisioSaúde disse...

Olá Almir, que bom que nossas informações lhe foram úteis.

Muito obrigada por participar.

Volte sempre!!

Abraços.

Sandro disse...

É realmente penso que a fibromialgia tem relação direta com o estilo de vida de cada um.

Algumas pessoas que tem predisposição talvez, mas características emocionais, físicas e sensoriais podem ter influência.

BLOG FISIOSAÚDE disse...

Isso mesmo Sandro,

A influência dos fatores emocionais é enorme, tanto que a doença pode aparecer depois de um trauma (físico /psicológico).
Infelizmente, não há nada que confirme qual a causa real da Fibromialgia...

Abraços.